Gestão de Mobilidade para Indústrias – 7 Passos

Como organizar o transporte dos meus colaboradores? Apresentamos aqui 7 passos simples.

Eu tenho 5 mil funcionários. Quantos ônibus eu preciso contratar para levá-los até o trabalho? E em quantos quilômetros rodados?

Além disso, como lidar com a mudança de essência do trabalho? Anteriormente, apenas era necessária a disponibilização do transporte. Agora é preciso organizar a mobilidade – oferecer outros meios de transporte e planejar alterações de turnos com home-office, assim garantindo o acesso aos meios de produção e aos colegas de trabalho para gerar valor à empresa.

Nesse post apresentamos 7 passos para organizar o transporte dos colaboradores. Chamamos isso de Gestão de mobilidade.

Este post está em constante atualização. Caso queira saber mais sobre alguma atividade específica, basta clicar no seu título para ir até o post onde a descrevemos com mais detalhes.

As 7 atividades típicas – ou jobs to be done –  de gestor de mobilidade são as seguintes:

1. Levantamento da demanda

Levantamento, cadastro e ajustes de dados relacionadas a linhas, motoristas e colaboradores

2. Roteirização

Analisar dados de endereços e criar rotas otimizadas levando em consideração objetivos como custos, frota a disposição e nível mínimo de qualidade do serviço (ou outros objetivos). 

3. Alinhamento

Garantir a chegada das informações a todas as partes envolvidas na execução do novo planejamento.

4. Controle Operacional

Monitorar o andamento e a execução correta da operação e reagir adequadamente para resolver ou evitar problemas.  

5. Relatórios

Verificação e auditoria da operação planejada versus a operação realizada e rateio de custos entre departamentos.

6. KPI e Análise

Definição e análise de métricas relevantes para a operação de transporte fretado. 

7. Otimização

Verificar se os objetivos almejados e definidos no passo 2 foram alcançados e revisar os objetivos para um novo ciclo. 

Na prática, essas tarefas não são tão explícitas

Em mais de 10 anos organizando o transporte dos colaboradores, percebemos que estas atividades típicas de gestor de mobilidade devem (e geralmente o são) de fato, serem feitas – embora às vezes isso não fique muito explícito.

Esta série de atividades são “o que precisa ser feito” para ter uma operação organizada de transporte fretado. Uma questão anterior a isso é: porque preciso recorrer ao transporte fretado?”

Depois que você sabe o que precisa ser feito para ter uma operação organizada de transporte fretado, você pode começar a pensar como organizar para que estas atividades típicas de fato sejam feitas de acordo com os objetivos da minha empresa.

Este post foi escrito por Warner Vonk com colaboração de Bryan Gonçalves.

warner

Autor: warner

CEO of Buus | Promovendo a transformação digital do transporte de colaboradores no Brasil e no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *